Fazenda Santa Clara - A maior fazenda de escravos da América Latina

Você é curioso?
Sabia que no município de Santa Rita de Jacutinga, no Povoado João Honório existia a maior fazenda de escravos da América Latina ?
Sim !
A Fazenda Santa Clara.
Vamos conhecer mais dessa história...
A maior construção rural que se tem conhecimento.
Datada de 1.760 - 1.780 (20 anos para ficar pronta), a Fazenda Santa Clara guarda várias histórias.
Possui 365 janelas (uma para cada dia do ano)
52 quartos (um para cada semana do ano)
12 salas (um para cada mês do ano)
O seu fundador Francisco Tereziano Fortes de Bustamante, manteve a sua esposa trancada em um quarto por 30 anos, vindo ela a assumir a fazenda após a sua morte.
Infelizmente toda essa beleza era usada para o tráfico, compra e venda de escravos.
A fazenda era utilizada para a reprodução de escravos, onde cada escravo reprodutor tinha 9 mulheres, que já davam a luz ao seu primeiro filho aos 14 anos de idade. Muitas morriam antes mesmo de completar 18 anos, pois eram usadas simplesmente como parideiras e por serem muito novas, não aguentavam viver por muitos anos.
Em média, eram gerados 400 crianças por ano, onde os homens eram separados das meninas e selecionados para serem produtores e reprodutores.
Quando se tinham mais meninos do que meninas, os meninos eram engordados a ponto de não resistirem e enfartarem.
É a única fazenda que tem um terceiro andar, ar condicionado natural e uma usina hidrelétrica.
Essa fazenda foi palco da Novela Terra Nostra e da minissérie Abolição.


Fotografias e Texto: Marcio Mahs

Fazenda Santa Clara - Distrito de João Honório